Quem sou eu

Minha foto
Salvador, Bahia, Brazil
Olá blogueiras, me chamo Esthefane, tenho 20 anos, criei este blog para o acompanhamento da minha gestação e o crescimento da minha filhota. irei contando a minha história e fazer novas amizades !Engravidei aos 19 anos, mesmo tendo ovario micropolicisticos. Agora sou a mamãe da Esthela que nasceu no dia 06/04/2013, ás 16:02 de parto cesário.

Seguidores

Total de visualizações de página

Tecnologia do Blogger.

1° dia de vida

1° dia de vida
3,430 kg e 50 cm

1° mês e 15 dias

1° mês e 15 dias
5,500 kg e 50 cm

2° mês

2° mês
não foi pesada

3° mês e 10 dias

3° mês e 10 dias
7,900 kg e 64 cm

4 meses e 3 dias

4 meses e 3 dias
8,300 kg e 66 cm

5 meses e 14 dias

5 meses e 14 dias
Peso 9,100 kg e medindo 71 cm

6 meses e 11 dias

6 meses e 11 dias
9,400 kg e 72 cm

7 meses e 15 dias

7 meses e 15 dias
10,400 kg e 74,5 cm

8 meses e 13 dias

8 meses e 13 dias
10,100 kg e 75 cm

9 meses e 13 dias

9 meses e 13 dias
10,490 kg e 77 cm

Sou a madrinha virtual do Arthur

Sou a madrinha virtual do Arthur

Madrinha virtual da Ana Clara

Madrinha virtual da Ana Clara

Namoradinho virtual (Guilherme)

Namoradinho virtual (Guilherme)

Em que mês estamos?

Subscribe

  • São exatamente :

    Pergunte-me no ASK

    Email

    Escolha sua lingua

    Publicações.

    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013
    Ser mãe é algo divino…
    É morrer de ansiedade no primeiro mês de gestação para ter uma barriga enorme e saber logo o sexo do bebê. Já no nono mês, morrer de ansiedade para ver o rostinho do bebê. Ser mãe é pensar no parto como um divisor de mundos. Ser mãe é chorar quando o filho está doente e morrer de rir com as besteiras que eles fazem. Ser mãe é passar noites acordada e acordar com um sorriso enorme no rosto.
    Ser mãe é deslumbrar (quase babar) em ver o filho se descobrindo. É ficar orgulhosa com a primeira palavra, com o primeiro passo, quando passar no vestibular, quando casar. É tbm sentir ciúmes dos(as) namorados(as).
    Ser mãe é sentir uma mãozinha tão pequena acariciando o rosto: É ouvir uma vozinha dizendo “Te amo, mamãe!” e sentir que são verdadeiras aquelas palavras. Ser mãe é amar incondicionalmente.
    Ser mãe é descobrir que pode amar ainda mais um homem por vê-lo passar talco no filho, brincar com ele e cuidar com tanto carinho. Ser mãeé se apaixonar pelo marido por razões que antes não eram românticas.
    Ser mãe é ficar madrugadas acordadas esperando o filho chegar de uma festa. Ser mãe é uma função que nunca termina. Os filhos crescem, mas continuamos achando que são bebês.
    Ser mãe é aguardar o momento de ser avó, para fazer tudo novamente, numa dimensão de doçura. Amar.. cuidar…
    Ser mãe é deixar de ser eu para ser “nós”!

    0 comentários: