Quem sou eu

Minha foto
Salvador, Bahia, Brazil
Olá blogueiras, me chamo Esthefane, tenho 20 anos, criei este blog para o acompanhamento da minha gestação e o crescimento da minha filhota. irei contando a minha história e fazer novas amizades !Engravidei aos 19 anos, mesmo tendo ovario micropolicisticos. Agora sou a mamãe da Esthela que nasceu no dia 06/04/2013, ás 16:02 de parto cesário.

Seguidores

Total de visualizações de página

Tecnologia do Blogger.

1° dia de vida

1° dia de vida
3,430 kg e 50 cm

1° mês e 15 dias

1° mês e 15 dias
5,500 kg e 50 cm

2° mês

2° mês
não foi pesada

3° mês e 10 dias

3° mês e 10 dias
7,900 kg e 64 cm

4 meses e 3 dias

4 meses e 3 dias
8,300 kg e 66 cm

5 meses e 14 dias

5 meses e 14 dias
Peso 9,100 kg e medindo 71 cm

6 meses e 11 dias

6 meses e 11 dias
9,400 kg e 72 cm

7 meses e 15 dias

7 meses e 15 dias
10,400 kg e 74,5 cm

8 meses e 13 dias

8 meses e 13 dias
10,100 kg e 75 cm

9 meses e 13 dias

9 meses e 13 dias
10,490 kg e 77 cm

Sou a madrinha virtual do Arthur

Sou a madrinha virtual do Arthur

Madrinha virtual da Ana Clara

Madrinha virtual da Ana Clara

Namoradinho virtual (Guilherme)

Namoradinho virtual (Guilherme)

Em que mês estamos?

Subscribe

  • São exatamente :

    Pergunte-me no ASK

    Email

    Escolha sua lingua

    Publicações.

    quarta-feira, 31 de julho de 2013
    Esthela tem apenas 3 meses e 25 dias e há 25 dias vem me apresentando sintomas de que vem nascendo dente por ai. começou com a mão na boca desesperadamente juntamente com a babamento em abundancia, nervoso e irritação e quando nao conseguia colocar os objetos na boca era motivo de muito choro, essa semana venho reparado os lugares onde saem os dentes inferiores super brancos e alterado, dia 29 ela estava chata e febril e depois de 1 hora ela fez coco, molinho amarelo e espumoso, como se fosse acido, e na madrugada deu duas cagadas no intervalo de 2 hrs mole, e se batendo muito, virando de um lado para o outro, ontem fez coco 3x durante o dia, mole...Hoje ja fez 4, e venho notando que a bundinha dela esta ficando vermelha, atenção redobrada para a tal das assaduras.

    Procurando no google sites que falem mais sobre nascimento dos dentes, encontrei essa matéria e me identifiquei. So lembrando Esthela ainda vai fazer 4 meses, se for mesmo dente, vai ser precoce.

    Olha a gengiva dela bem alterada.




    dentição do bebê começa por volta dos 6 a 8 meses de idade, dentes estes que chamamos de dente de leite, nesta época o bebê sente muita dor e coceira nas gengivas, por isso tudo que pega leva a boca. A gengiva do bebê fica inchada, vermelha e o bebê baba muito quando está nascendo a sua dentição. O bebê chora, fica dengoso e muita dàs vezes com diarréia.
    dentição do bebê











    Bebê com a mão na boca, já com sintomas da primeira dentição.
    Geralmente na primeira dentição do bebê ele fica irritado, devido às dores que sente, fica com as gengivas inflamadas, grossas e sensíveis, com muita saliva, o rosto avermelhado, tem febre, fica assado e tem alterações no apetite e no sono. Existem casos que nasce a dentição em bebê com menos de 6 meses de idade, para este caso é chamado de (dente natal), ou podem nascer entre os 2 primeiros meses do bebê, que se chama dente (neonatal), neste caso é bom levar o bebê ao odontopediatra e fazer uma avaliação.
    bebê com 4 dentes
    Bebê já com quatro dentinhos, dois em cima e dois em baixo.
    Para o alivio da dor no bebê:
    É bom dar para o bebê alimentos mais duros e mordedores de borracha para fazer massagem na sua gengiva. Geralmente o odonpediatra receita anestésicos como, chilocaína e camomilina C para aliviar a dor do bebê. Muitas pessoas acham que não é necessário cuidar da dentição do bebê, por ele ser muito pequeno, mas elas estão enganadas, pois os primeiros dentes (dentes de leite) abrem o caminho para os dentes permanentes. Se a primeira dentição não for bem cuidada pode comprometer todos os dentes permanentes.

    Agora é so aguardar, possa ser nasça no 4° mes ou com 5 ou com ate 6. varia cada criança.
    Bom meninas eu acho que ainda não fiz um post sobre minha recuperação e blá blá blá...Como ja sabem meu parto foi cesária, não foi porque eu quis e sim por necessidade.
    Tive Esthela dia 6 de abril e sair da maternidade dia 08, não fui para casa, fui para a casa da minha mãe pois ela iria cuidar de mim e da Esthela, gente mesmo com minha mãe foi difícil, mais minha mãe foi um papel importante na minha recuperação, eu não sei o que seria de mim sem ela.
    Foi complicado pois tive todos os sintomas pós anestesia, ainda na maternidade tive o frio com tremedeiras na madrugada do dia 07, na tarde do dia 07 eu tive tremedeira e calafrios ( suor em abundancia seguindo de frio ), me deram medicamento e logo passou, tive formigamentos pelo corpo junto com coceira chegando em casa a noite do dia 08, eu comecei com uma dor de cabeça muito forte, por 3 dias e uma noite, dor forte mesmo de não querer ver ninguém, so passava quando eu me deitava, parecia que tinha um terremoto na minha caixola, meus pontos eu nao molhei por uma semana, a recomendação era lavar todo dia com agua e sabão so que fiz ao contraio eu amarrava vários sacos para nao molhar e quando saia do banho passava o álcool 70% e secou super direitinho, não inflamou, meu corte foi feito por uma mão abençoada da doutora Fernanda, a linha ficou retinha, meu corte foi colado e so tinha 1 nó em cada lado, que tirei com 13 dias e não doeu.
    Meus seios encheram muito, ficavam duros e super pesados e doloridos, Esthela mamava e ainda não era o suficiente para esvaziar e eu tirava com a bombinha, guardava na mamadeira ate umas 2 hrs se ela acordasse antes eu dava se não eu jogava fora.
    Meus bicos dos seios ficaram rachado, sangrando e partidos, com buraquinhos que saia sangue. A amamentação que foi "osso", mas tudo passou ela mamou ate 2 meses e 24 dias, com 2 meses meu seios esquerdo secou do nada, (sqn, eu não bebia água) e 24 dias ela mamava apenas no esquerdo, eu dava no direito porem não saia nada e ela chorava muito, então não tinha como o leite ser recuperado, depois o outro secou e ja era mama.
    Com 15 dias eu fui para minha casa e ia me virando como pude, paguei uma tia minha para fazer os afazeres domésticos e eu cuidava da Esthela e minha mae vinha em torno de 11 hrs para da banho, mas depois de gaiata eu fui tentando da banho na Esthela só e conseguir com menos de 1 mês, é difícil porque é molinho e sensível, mas conseguir...
    Bom foi isso.
    Eu queria agradecer a minha mãe por tudo, pois sem ela eu não poderia contar com mais ninguém, ninguém mesmo, pois na hora de ajudar ninguém aparece neah, nem mesmo minha sogra. Minha mãe passava noites em claro para eu da umas cochiladas para renovar minhas energias, minha mãe dormia quase sentada na maternidade todas as noites só para não me deixar só, me deu banho, comida pronta nos horários de acordo que eu comia na maternidade para a produção de leite, eu so tenho a agradecer a Deus de eu poder ter minha filha e minha mãe esta ao meu lado o tempo todo, fico sentida com meninas que não teve esse privilegio, meninas que não tem mais mãe, meninas que a mãe rejeita por ter engravidado nova, mas minha mãe foi uma super mãe.
     E agradecer por um super pai também, meu esposo também nos ajudou muito, e como é pai de primeira viagem ao 33 anos e ainda por cima de uma menina, só falta usar babador. Obrigado Senhor.
    Homem que é homem assume o que faz.

    segunda-feira, 29 de julho de 2013
    ola meninas essa semana que passou ganhei um banner de uma amiga do face karine Santos( http://www.facebook.com/karine.santos.165 ), ela fez com muito carinho e me deu e resolvir colocar na minha capa, ficou por uns dias e hoje troquei, mas daqui para amanha estarei colocando na capa do face da tetela.
    muito obrigada kari, ficou lindo e amei.
    blog dela : gravidaeadolescent.blogspot.com.br


    Olha o banner aqui.


    sexta-feira, 26 de julho de 2013
    Bom meninas quando eu penso que as coisas estão indo bem, melhorando, vem uma tempestade e acaba com tudo.
    Tudo esta otimo enquanto meu pai nao bebi, é ele beber e a merda ta feita. Ele tem um ciume doentio que tira o sossego de todos, inclusive o meu. Eu fico tao frustada com as coisas que acontece que mesmo eu nao esta mais debaixo da saia da minha mae e nem dele, da vontade sumir, eu não aguento ver minha mãe e meus irmãos sofrerem, por coisas que deveriam ter sido evitadas e coisas que nem acontece, mas ele insiste em dizer que acontece, dai sofre toda a familia com as palavras dele.
    Infelizmente eu no momento não posso ajudar a minha mãe, porque não trabalho e tenho a Tetela para cuidar, se eu tivesse trabalhando tudo era mais facil, ate porque quem deve ajudar ela são os filhos e mais ninguem, nem genro, nem ninguém. Ninguem confie no outro so pelo fato de ter entrado na familia. Infelizmente agente não conhece a pessoa antes de casar, morar junto etc. Se agente conhecesse com certeza ela não estaria com ele a tempo e nem tinha tido eu e meus irmãos com ele. De 10 pessoas, so 1 ou no maximo 2 ajuda. Falar é facil, quero ver é fazer.
    Meu pai é uma otima pessoa sabe, não deixa faltar nada dentro de casa, mas quando ele bebi ele se transforma, fica agressivo, inguinorante, um pedaço de cavalo, so fala que minha mãe ta aprontando sem ta, minha mae so vivi dentro de casa, e ele so falando merda, ama ir pelas conversas dos colegas. Só eu sei o que ja sofri com ele, gosto muito, mas não aceito as atitudes dele, não aceito nunca.
    Estou muito triste, meu coração esta ferido, sem eu poder fazer nada, talvez minha mae terá que ir embora para uma cidade, perto da minha avó para ver se ele deixa ela em paz, que eu acho meio que impossível. Minha irmã acabou de iniciar um relacionamento com um menino do bem, ela ta gostando muito dele e vai ter que deixa-lo, eu ja passei por isso e quando agente gosta sofre, sofre muito. No meu caso eu encontrei uma pessoas, que ja tinha casa, uma vida instabilizada e me assumiu e por essas moradas em outras cidades que eu vim morar com ele e construir minha vida, pois do jeito que estava indo não dava. E no caso dela não, o rapaz ainda mora com os pais, trabalha, serve o exercito, mas no momento acho que não assumiria ela. E minha mae também não iria aceitar, pois foi uma barra, uma briga para eu poder seguir meus caminho, sei que criar filho principalmente sozinha não é nada facil, ainda mais morando de aluguel, ja que ele vendeu 2 casas que nos tínhamos com bebidas e brigas dele na rua. E agora fica complicado para ela resolver sozinha tudo, ele ajuda e muito, mas quando ele se estressa ele diz e acontece.
    Eu já não aguento mais essa vida, serio mesmo, oro para que de tudo certo e que tudo esta nas maos de Deus, ele sabe de todas as coisas e se é melhor ela ir, que vá, mas decidida.
    Foi dificil criar esse post, mas eu precisava desabafar. Que tudo de certo Deus, pois essa vida de sofrimento tem que acabar.
    Boa noite.

    sexta-feira, 19 de julho de 2013
    Bom meninas, Esthela ainda tem 3 meses, mas como o tempo esta passando voando, estou numa duvida tremenda sobre o aniversario dela de 1 ano, é claro que não vou deixar em branco, mas es a questão, fazer festam ou festa so para o mais achegado ? Eu estou começando a organizar minhas ideias, e estou chegando a conclusão que convidarei os mais próximos, família e amigas que tem filho pequeno, fiquei chateada com a família do meu pai no chá de fralda, pois todos moram próximos e ninguém compareceu, sei que fiz em cima da hora e nao conseguir avisar a tempo, por falta de contanto mesmo, mesmo morando em bairros próximos, foi em cima da hora mas foi organizado todos comeram, beberam (não faltou cerveja) pelo contrario (sobrou), comida a beça, so o bolo que fiz pequeno par da as pessoas na hora de ir embora, mas as pessoas destruíram o bolo em 3,2,1. Convidei em volta de 50 pessoas e só 25 compareceram.a metade, somente os amigos mesmo, pois o ditado ja diz tudo neah?, contamos com os estranhos, mas não podemos contar com os da família. Deixa para lá.
    Voltando ao que eu estava falando, estou pesando em fazer uma festa simples com pouquíssimas pessoas, com um tema simples que estou em duvida entre minie vermelho mesmo (esthela ama o desenho a casa do Mickey mouse), Galinha pintadinha, bailarina ou tema ursos (rosa e marrom) com o painel com uma foto dela grande feito com um banner e o bolo com a foto dela também e criar uma linha do tempo com as fotos dela do 1° dia de vida até o 1° aninho. Estou decidindo ainda, porque tudo para menina é mais complicado decidir ? kkkk poxa bagunça todas as minhas ideias de genia hahaha
    Estão ai algumas ideias que ainda estou na duvida e preciso decidir para ir comprando e guardando, pois só eu sei o quanto foi difícil fazer o chá de fralda por ter sido decidido fazer em cima da hora, eu com um barrigão gigante de 8 meses e só eu e minha irmã para organizar tudo, foi muito estressante e até disse no momento do sufoco "eu não irei fazer a festa de 1 ano da Esthela", mas voltei atras e nem que seja so um bolo eu irei fazer. Deus que sabe de todas as coisas. Daqui ate la veremos, o cofrinho dela ja esta enchendo. E estou querendo adotar a moda mãe e filha.
    Não conheço, por isso coloquei o mosaico e ela pode nao gostar de esta divulgando a imagem dela e da filha

    Gente eu amei esse tema

    esta em ultimo lugar

    Esta em segundo lugar

    e esse super mimosos e simples.
    Duvida cruel.



    quarta-feira, 17 de julho de 2013
    Olá meninas, deu uma vontade tão grande de relembrar os momentos da minha gravidez, não sei porque, rs... E por isso vim falar um pouco sobre esse momento que foi muito importante para mim e que eu curti cada momento.
    Começando esses dias estava lembrando a primeira mexida da Esthela, foi uma impacto tão grande que eu saltei do sofá e fiquei de zói arregalado, rs... Me lembro que foi em uma noite de domingo, eu estava assistindo Gugu no sofá com meu esposo, e de repente aquele chute bem forte, ou cotovelada, não sei bem o que foi, so sei que foi forte, pois eu nunca tinha passado por nada parecido, (é claro). Foi tão emocionante que eu fiquei com os olhos cheios de lagrimas, querendo chorar, esperei por esse momento e ele aconteceu tão de repente.
    Fiquei pronta para um novo ataque da Esthela, passou a noite, o dia, a tarde e nada de acontecer de novo, quando eu ja nao estava mais lembrada aconteceu de novo, mas foi mais tranquilo kkk. E dai não parou mais, tinha dia que nem mexia.
    A minha ansiedade de saber o sexo era grande demais, porque eu orava a Deus por uma meninas, porem se viesse menino eu também iria ficar feliz, com 3 meses eu fiz uma ultra com chances minimas, pois era tão novinho ainda, fiz e a medica nao confirmou nada, porem ela fica ela, ela nao sei o que, ela, entao me deu esperanças de ser menina. No mês seguinte fiz uma ultra por conta própria e a medica fez meio mundo de rodeios para me dizer, pois minha ansiedade estava no meu olhar. Até que finalmente ela disse É UMA MOCINHA, se prepare para gastar mais e comprar coisas rosinhas.
    Queria da essa noticia primeiro a meu esposo, porem nesse dia estávamos sem nos falar, eu estava com uma amiga minha que também estava gravida e também fez ultra comigo eu com 4 meses e ela com 3, a medica era tao boa que deu o palpite de 90% de ser meninas e no mes seguinte foi confirmado, que hoje é uma mocinha Ana Sophia de 2 meses. Bom voltando a questão, ela pegou o celular dela e ligou para meu esposo ela tem o numero dele, porque o marido dela é amigo dele, ela ligou e contou, porque ela sabia que meu orgulho ia falar mais alto e eu não ia contar a ele tão cedo. Ela disse que ele ficou feliz, e realmente ele é apaixonado pela filha desde que soube que era menina, mesmo querendo menino.
    Meu primeiro trimestre foi um saco, emagreci, enjoei, não comia...Colicas e mais colicas...
    Meu segundo semestre foi maravilhoso, comia tudo que via pela frente, nao sentia dores, foi o trimestre que eu mais curti minha gestação.
    Meu terceiro trimestre foi de dores, e mais dores, tudo me cansava, juntava ansiedade de nascer logo para ver o rostinho ai pronto, mas confesso que agora depois que nasceu as vezes me pergunto se nao existe uma magica para voltar para a barriga por uns minutos ou ate mesmo horas, kkkk porque ate para eu fazer o numero 2 tem que ser com ela na porta do banheiro, é minha cola do sapato. Mas eu amo mais que tudo nessa vida.

    A foto da minha gestação que mais gosto é essa, tirei com 8 meses já, foi um book compartilhado com uma amiga minha de Infância.

    Esthela hoje com 3 meses


    O papito da Esthela




    quinta-feira, 11 de julho de 2013
    Bom meninas há algum tempo eu tava atras do livro do bebê, para guardar todas as informações do crescimento da Esthela, so que no enxoval dela eu nem me dei conta e nem me interessei de comprar, na verdade eu nem lembrei, até tentei fazer um em um caderno pequeno enfeitei e tudo, comecei desde a gestação ate o 1° aninho, mas eu fiz ate encontrar um bonito para comprar, estava olhando carrinhos de bebê pela net e de repente apareceu o anuncio do site saraiva, livro do bebe menina tal preço, entrei olhei e enlouqueci querendo, preenchi tudo e rezei para inda ter no estoque da minha cidade, pois como estava na promoção muitas eu creio que estava comprando, e ate que minha compra foi confirmada e fiquei feliz e  ansiosa, bom hoje segui pelo rastreio da entregadora e as 08:08 da manhã ele saiu para a entrega e fiquei mais ansiosa ainda, por volta de 11:00 hrs ele chegou e me entregou a caixa e abrir logo e adivinha ? EU SIMPLESMENTE AMEI e paguei bem pago porque o livro tem praticamente tudo bem resumido. As imagens ai que tirei para quem se interessar em comprar.


































    domingo, 7 de julho de 2013
    Tem quase duas semanas que descobrir uma alteração no comportamento da Esthela, fui na casa de minha mae e ela passou a tarde toda chorando, quando minha mae pegava ela, ela fazia um show, fazia beiço de dengo e eu fiquei sem entender porque ela nunca fez isso, minha mae disse que ela estava estranhando, ate que pesquisar na net e vir que isso era o resultado do pico de desenvolvimento dela e olhei o tempo e estava batendo certinho, faltando 1 semana para ela completar 3 meses...Achei isso.

    12 semanas (quase 3 meses): o bebê descobre mais nuances da vida: nessa idade o bebê já pode enxergar todo um cômodo da casa, vira-se quando ouve sons altos, e consegue juntar suas mãos. Vai observar e mexer no rosto e cabelo dos pais e vai perceber que pode gritar. Depois do salto o bebê praticamente não vai mais precisar de apoio para manter a cabeça erguida. Como nos outros saltos, os pais são o porto seguro do mundo do bebê e ele se apoia nisso. Ele pode começar a reagir de maneira diferente fora de casa ou no colo de um estranho. Ao mesmo tempo que o bebê tem uma grande curiosidade em reparar no mundo que o rodeia, ele também é muito sensível às novidades e por isso se sente mais confortável e seguro nos braços dos pais.

    Ela repara a casa toda aonde chega, ela junta suas maozinhas, mexe no meu cabelo e no rosto e mete a mão na cara do pai, a cabeça dela ja esta quase durinha...Ela so ainda nao esta gritando, mas o resto que foi dito ai em cima esta acontecendo.
    Bom meninas vou acompanhar o pico de desenvolvimento da Esthela, descobrir essa semana, com 3 meses já pelo dia a dia dela que esta diferente.

    8 semanas (quase 2 meses): diferenças nos sons, cheiros e sabores ficam mais perceptíveis. Ele percebe que as mãos e os pés pertencem ao corpo e começa a tentar controlar estes membros. O bebê começa também a experimentar com sua voz. É também nessa fase que o bebê começa a mostrar um pouco de sua personalidade: é agora que os pais começam a reparar quais coisas, cores e sons o bebê gosta mais. Depois desse salto o bebê vai poder virar a cabeça na direção de algo interessante e emitir sons conscientemente. Todas essas novas experiências trazem insegurança ao bebê que provavelmente procura mais o conforto do peito da mãe. Isso pode deixar a mãe preocupada se produz leite materno suficiente, o que não procede, já que a produção se ajusta à demanda (ver abaixo também sobre picos de crescimento).

    Verdade Esthela adora um vermelho, fica conversando com os adesivos da parede e do guarda roupa, ela virava a cabeça a procura do pai e ate de mim, so queria ficar no meu colo e dormi grudada comigo, e também começou a mamar de segundos em segundos. O pico de 2 meses aconteceu com a Esthela.


    sexta-feira, 5 de julho de 2013
    Vim apresentar meu namoradinho virtual, Guilherme Ivan ele é lindo, eu piro nessa cabelinho dele.
    Ele não é lindo ?